sábado, novembro 11, 2006

isca

a minha
poesia
é anzol
jogado ao acaso
no rio
dos teus olhos

© Ademir Antonio Bacca
do livro “O Relógio de Alice”

3 comentários:

Fabiano Tadeu Grazioli disse...

Parabéns pelo poesia!

Me conta, o que você está produzindo por aí?

Já produziu espetáculos teatrais?

Quero trocar idéias com você.

Um abraço

Fabiano

(É melhor escrever no meu e-mail - tadeugraz@yahoo.com.br - pois dificilmente eu utilizou meu blog, ele foi criado para uma disciplina do mestrado, somente)

além mar peixe voador disse...

Poeta Ademir !
Parabéns , linda Poesia !
Sempre um prazer visitar-te.
Abraço,
tua leitora e amiga,
virgínia

nana rodrigues disse...

dessa isca ninguém escapa
lindas imagens
delicadas e brutais