quarta-feira, outubro 11, 2006


JOÃO CARLOS SCHMITT

Por uma daquelas felizes coincidências da vida, na véspera da abertura do XIV Congresso Brasileiro de Poesia eu e o poeta Artur Gomes bebíamos um vinho no Dois Coqueiros quando passou por nós o ex-prefeito de Nova Prata, João Carlos Schmitt, que foi o grande responsável pelo surgimento do nosso evento. Foi ele, na metade de 1989, que me procurou aqui em Bento Gonçalves querendo que eu o ajudasse a colocar sua cidade no mapa cultural do estado. Depois de alguns dias, apresentei-lhe a idéia de um congresso de poetas e ele prontamente comprou a idéia. Em três edições realizadas em Nova Prata, a cidade ganhou uma projeção que até hoje é lembrada por poetas de todo o Brasil. Encontrá-lo em Bento Gonçalves na véspera da abertura da décima-quarta edição do evento só pedia mesmo ser sinal de sorte. E foi: de todos os congressos já realizados em Bento Gonçalves, este foi, sem dúvidas, o melhor de todos.

Um comentário:

Rejane Romani Rech disse...

Ade,
Acredito que este deve ter sido realmente um ótimo congresso, pelo que pude ver meio rapidamente na minha visita por aí.
Observei que movimentação e animação não faltaram.
Desta minha experiência quero uma hora dessas escrever uma crônica, cujo título será "Minha viagem Caxias Do Sul a Bento Gonçalves de ônibus pinga-pinga".
Te asseguro que me diverti tanto quanto os teus poetas.
Abraço
Rejane