domingo, dezembro 10, 2006


“Sempre que desejo
contar alguma coisa,
não faço nada;
mas quando não desejo
contar nada,
faço poesia.”

MANOEL DE BARROS

2 comentários:

Mônica Montone disse...

Que liiiiiiiiiiiiindo, adorei isso, ADOREI, ADOREI, ADOREI!!!!

Me fez sorrir nessa segunda-feira chuvosa...

beijos, Bacca, querido

MM

Sarah disse...

É ... a poesia vem da alma, lá do mais fundo de nós ... onde dorme o nosso daimon.

;-)
Adorei!