quinta-feira, dezembro 14, 2006

a
moldura
do
poema
não
enquadra
o
alcance
do
meu
olhar.

© Ademir Antonio Bacca
do livro “Plano de Vôo”

Um comentário:

Marisa Francisco disse...

Um poema
mergulhou de cabeça
no meu mundo...


Ademir, não costumo fazer comentários do tipo "muito bom" etc. Mas quando leio seus poemas, eles sempre me falam algo mais e, sempre com todo respeito, acabo comentando poeticamente, se é que se pode dizer assim.
Um abç, Marisa.