domingo, abril 09, 2006

de paixões & distâncias


porque a paixão tem essa
de correr riscos,
me aventuro em vôos cegos
de qualquer trapézio

porque a paixão tem essa
de ser inconseqüente,
não quero saber de amores
que não façam meu coração
querer sair pela boca.

habita em mim o gosto pelo perigo
e então equilibro a paixão no fio frágil
que teus olhos estendem
entre a distância que separa
o teu corpo
do meu,

fecho os olhos
e vôo.


© Ademir Antonio Bacca
do livro: “Plano de Vôo”

2 comentários:

Mônica Montone disse...

Eu também fecho os olhos e vôo, Bacca...

Beijos e boa semana,

MM

Teca disse...

Ade,

nem de "qualquer" trapézio nem tão inconsequentemente...paixão é vôo cego,sempre...beijo