terça-feira, junho 24, 2008

instinto animal

tem vezes que sou
bala perdida
no meio do caminho.

© Ademir Antonio Bacca
do livro “Grito por dentro das palavras”

6 comentários:

Leo Lobos disse...

instinto animal

algunas veces soy
bala perdida
en medio del camino.

traducción al castellano Leo Lobos
saludos desde CHile Caro Ademir y le envìo esta presente, y mis palabras de saludo

Leo Lobos

Anônimo disse...

Oi Ademir.

Como sempre, as poesias estão maravilhosas. Parabéns.

Abraço

Vildete

SAM disse...

Muitas vezes também o sou...Bela descrição dos sentires humanos.

Abraço

verluci disse...

aelkquAdorei estes versos Ademir:

na verdade,
nós sempre voltamos ao mesmo lugar

é a velha canção da infância
quem costura as nossas lembranças


Abraço

verluci disse...

Ademir, cancele este coments acima, por favor. Ele refere-se ao poema anterior: A estrada e a Canção.

Na hora de postar algo errado aconteceu.

Verluci

Ricardo Mainieri disse...

Bacca:

Pior é ser o meio no caminho da bala perdida...(rs)
É, poeta, tem vezes que a gente sente-se assim.
E, por falar em poesia, como estão os preparativos para o evento cultural deste ano.
Aqui em POA um pessoal, capitaneado pelo Mário Pirata e o Sidnei Schneider farão um evento em outubro também, depois das eleições.É o 2.º Portopoesia.
Aguardo notícias.

Abraço.

Ricardo Mainieri