terça-feira, junho 24, 2008

das diferenças

em mim
a ousadia dos poetas

em ti
a cautela dos que têm
a cabeça no lugar

em mim
a ponte que aproxima

em ti
o dique que segura
as águas perigosas
da paixão

© Ademir Antonio Bacca
do livro “Grito por dentro das palavras”

2 comentários:

SAM disse...

Diferenças que se equilibram, caro poeta. Mais um poema de grande sensibilidade e beleza poética.

Abraço

Andrea Lucia disse...

Belo poema... Penso que vc expressou de forma linda a velha briga..razão x emoção!!
Beijos,
Andrea.