sábado, fevereiro 10, 2007



cais

em ti
aporto versos
mal feitos
e medos
acumulados
em temporais
que, por pouco,
não me levaram
a pique

em teus braços
ancoro palavras
e sonhos cansados
de tudo que vem do mar
feito onda que não cansa
de dar na praia

em ti
aporto sonhos
de palavras
que rasgam as trevas
e anunciam novas manhãs.

© Ademir Antonio Bacca
do livro “O Relógio de Alice”

2 comentários:

Jonice disse...

Oi Ademir,
Gostei dos poemas, gostei das imagens ...
Hoje dei alguns cliques no espacinho chamado próximo blogue e tive sorte: encontrei este teu cantinho encantador.
Entrei então sem bater na porta :)
Bom fim de semana!

Andréa Motta disse...

Ademir querido amigo,
teus atualizações sempre são muito boas!
Este não poderia ser diferente. Gostei imensaente este poema aqui.
Bom domingo.
Beijos,
Andréa