segunda-feira, agosto 06, 2007

a poesia
quando acontece
risca um fósforo no céu
e quebra a monotonia
da noite do poeta

a poesia
quando acontece
abre portas no meio da noite
e levanta âncoras
sem dar a mínima
para a tempestade
que se anuncia
na noite do poeta

© Ademir Antonio Bacca
do livro “Grito por dentro das Palavras”

Um comentário:

Marisa disse...

Ressequida poeta agradece descrição e pede: discrição!! rss