segunda-feira, agosto 06, 2007

Arte: "Feeling of emptiness" © Ben Goossens

7 comentários:

Antonio Carlos disse...

Caro poeta Ademir!

Partabéns!... O seu blog já faz parte de meus favoritos! Excelente!!!

Abraços,
Antonio Carlos

Edna B. disse...

Meu Caro
inusitada essa forma de arte, percebi que ao se perder uma parte das entranhas, pode ali adentrar uma luminosidade...seria um paradoxo? de vazio, mas com algum ganho? adoro essas indagações que nos fazemos intimamente qdo se deseja adentar de alma em uma obra de arte.
Belo.

Edson Luz disse...

Olá faz tempo que não passo aqui. Seu blog tem um link no meu.

É verdade! Já abri a mala e perdi...perdi...

Um abraço.

Marisa disse...

a mulher descabeçada é capaz de parir...

Mônica Montone disse...

Nossa, que imagem forte!

É do vazio, afinal, que nasce a vida.

beijos, querido e bom finde

MM.

Geórgia disse...

Essa arte é totalmente demais não é não? Uma viagem. E olha, obrigada por me colocar entre 'os seus', viu? Fiquei lisongeada. Beijo!

SAM disse...

Boa tarde, Ademir!

Desejo-lhe um fim de semana repleto de paz. E um mimo à vc em meu blog, pela admiração desde sempre e por sua generosidade.

Obrigada.

Abraço