quarta-feira, agosto 30, 2006

fogo brando

forjar a palavra
moldá-la ao gosto
do fogo do desejo

tirar dela
a imagem que faço de ti
nos meus delírios

forjar a fantasia
moldá-la ao sabor
do mel

para te fazer doce
tal o teu beijo
que ainda guardo
em mim.


© Ademir Antonio Bacca
do livro: “Plano de Vôo”

Um comentário:

poesía mexicana disse...

Me gusto mucho vuestro sitio, me gustaría que vieras el nuestro de poesía mexicana