terça-feira, fevereiro 22, 2011

não sei se é o ir e vir das ondas

não sei se é o azul dos teus olhos

nem se a força das águas do mar

não passa de história de pescador


mas tem dias que o meu poema

tem gosto de sal


© Ademir Antonio Bacca

Um comentário:

priscila disse...

Que lindas palavras!
Calaram no fundo do meu coracao1
Farei delas um canto silencioso
Para lembrar das lembracas
Jamais esquecidas!
Conto sempre com a tua inspiracao!
Dione