sexta-feira, março 31, 2006

POEMAS QUE GOSTO (14)
POEMA ENJOADINHO

Vinícius de Morais

Filhos...Filhos?
Melhor não tê-los!
Mas se não os temos
Como sabê-lo?
Se não os temos
Que de consulta
Quanto silêncio
Como o queremos!
Banho de mar
Diz que é um porrete...
Cônjuge voa
Transpõe o espaço
Engole água
Fica salgada
Se iodifica
Depois, que boa
Que morenaço
Que a esposa fica!
Resultado: filho.
E então começa
A aporrinhação:
Cocô está branco
Cocô está preto
Bebe amoníaco
Comeu botão.
Filho? Filhos
Melhor não tê-los
Noites de insônia
Cãs prematuras
Prantos convulsos
Meu Deus, salvai-o!
Filhos são o demo
Melhor não tê-los...
Mas se não os temos
Como sabê-los?
Como saber
Que macieza
Nos seus cabelos
Que cheiro morno
Na sua carne
Que gosto doce
Na sua boca!
Chupam gilete
Bebem xampu
Ateiam fogo
No quarteirão
Porém, que coisa
Que coisa louca
Que coisa linda
Que os filhos são!

2 comentários:

Célia Jardim disse...

Ademir, que viagem maravilhosa eu acabo de fazer!
Que delícia ler vc!
Já adicionei aos meus favoritos...
Além de nos fazer viajar em seus belos textos, aqui podemos colher cultura!
Parabéns ao homem que habita neste poeta lindo que é vc!
beijo

lLúcia Teixeira disse...

Querido amigo.
Mais uma vez caminhando entre as flores desse imenso jardim. Seus poemas não só iluminam a alma, mas dão brilhos aos olhos de quem os lê.
Você é maravilhoso e surpreendente no que compõe. Gosto de seus poemas, admiro o autor e tenho um grande carinho pelo amigo.
Que Deus o ilumine sempre, meu amigo e que a cada dia possa ser abençoado mais e mais com muito sucesso.
Um grande beijo em teu coração.