quarta-feira, fevereiro 13, 2008

porto seguro

recolho as velas
toda vez que aporto
em teu corpo
vindo de uma noite
de palavras à deriva

No aconchego
dos teus braços refaço
o mapa do poema

© Ademir Antonio Bacca
do livro “Grito por dentro das palavras”

6 comentários:

Dora Dimolitsas disse...

Meu amigo
como é bom ler um poema
com tanta alma,com tanto sentimento
parabéns é muio bom ler
seus poemas são lindos
um abraço da Dora

cassiane disse...

Oi, Ademir
obrigado pela visita em meu Blogue. Espero que me visite sempre! o seu é encantador, cheio de magia e romance, inteligencia, como é bom respirar esses ares.

Reflexo d'Alma disse...

Ahh texto doce
e "" No aconchego dos teus braços
refaço o mapa do poema""
é algo de bom só de relembrar ter lido.
Bjins entre sonhos e delírios

Cláudio B. Carlos (CC) disse...

Opa!

Muito bom!

Abraços,

*CC*

verluci disse...

Simplesmente perfeito:

No aconchego
dos teus braços refaço
o mapa do poema

Abraço

Andrea Lucia disse...

Sensacional!!
O Amor sempre inspirando e surpreendendo os amantes. É mestre em alterar as rumos e criar novas rotas...
Bjs,
Andrea.