segunda-feira, maio 14, 2012


dos alertas

nem
sempre
o
grito
mais
forte
é
aquele
que
sai
da
boca

© Ademir Antonio Bacca
do livro: “Gritos por dentro das Palavras”

2 comentários:

Carmem disse...

Muito Verdadeiro.....

Nabel Braz disse...

Com certeza!

Abraços de luz