segunda-feira, maio 14, 2012


de máscaras & machucados

se mascaro a dor
com um sorriso
que não sei de onde
me vem
é porque cedo
aprendi a lição:
nos tombos
que a vida me deu,
poucas vezes
tive rede de proteção

© Ademir Antonio Bacca
do livro: “Gritos por dentro das Palavras”

4 comentários:

Claudia Lins disse...

Adoro o seu Blogue. Obrigada por sempre me convidar par ler!

Ricardo Mainieri disse...

Eu, também, Bacca. Infelizmente, em muitos momentos da vida não foi possível vislumbrar a rede de proteção. Por isso me identifico com teu poema. Abs. Ricardo Mainieri

Anônimo disse...

[poucas vezes
tive rede de proteção]... afinidades, eu também! :))

Lola disse...

.... e é bem assim.
E nem por isso vamos deixar de nos jogar, e jogar, e jogar....

Amei amei!