sexta-feira, julho 13, 2007

maturação

o vinho envelhece com o tempo,
palavras se acomodam

os homens amadurecem
no passar das horas,
paixões se fortalecem

poemas consolam homens envelhecidos
e o vinho reanima paixões acomodadas

os anos que amadurecem o vinho
nos tonéis das caves
e envelhecem os homens,
renovam as palavras do poema
que permanece intacto
na paixão que descreve

por mais que o amor
tenha bebido na mesma fonte
e também tenha se deixado envelhecer
junto com o vinho,
se a paixão for das boas
jamais será vencida pela pressa
dos homens

© Ademir Antonio Bacca
do livro “O Relógio de Alice”

3 comentários:

Carol Montone disse...

Olá Ademir...
o aroma daqui está delicioso como sempre....homens e vinhos.....apaixonantes.......
beijo
Carol Montone

SAM disse...

Bonito, poeta!

"os anos que amadurecem o vinho
nos tonéis das caves
e envelhecem os homens,
renovam as palavras do poema
que permanece intacto
na paixão que descreve"...

Abraço

A Gata por um Fio disse...

Omar, o poeta do vinho,não poderia ter feito associação melhor...há uma cumplicidade entre o amor e o vinho...e eu acrescentaria...a eternidade...